O governo português vai elevar o nível de alerta da situação de contingência para o estado de calamidade em todo o território nacional face à “evolução grave” da pandemia, anunciou esta quarta-feira, 14 de outubro, o primeiro-ministro, António Costa.

O Conselho de Ministros reuniu extraordinariamente para definir novas medidas de contenção da propagação do novo coronavírus e decidiu proibir, a partir de amanhã, os ajuntamentos com mais de cinco pessoas na via pública, o mesmo acontecendo nos estabelecimentos comerciais e de restauração. Os eventos de natureza familiar, como casamentos e batizados, não podem ter mais de 50 participantes.

Os festejos académicos nos estabelecimentos de ensino superior ficam também proibidos e as multas aplicáveis às pessoas coletivas vão ser agravadas até 10 mil euros, estando na mira das autoridades os “estabelecimentos comerciais e de restauração que não assegurem o escrupuloso cumprimento das regras em vigor quanto à lotação e ao afastamento que é necessário assegurar dentro desses estabelecimentos”.

Segundo António Costa, é recomendado “a todos os cidadãos o uso de máscara comunitária na via pública, naturalmente e sempre que haja outras pessoas na via pública, e também a utilização da aplicação Stayaway Covid, e a comunicação através desta aplicação sempre que haja um teste positivo”, em contexto escolar e laboral.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *