Foto: Mário Cruz / Lusa

As “Irmãs Pobres Servas da Divina Providência”, de Catânia, em Itália, decidiram oferecer ao Papa Francisco, sob a forma de empréstimo gratuito, o prédio da congregação religiosa localizado na Via della Pisana, em Roma. A infra-estrutura vai passar a receber refugiados, sobretudo mulheres vulneráveis e com filhos.

Os serviços de comunicação do Vaticano destacam que este gesto é uma forma de resposta ao convite lançado pelo Santo Padre, através da sua nova encíclica designada ‘Fratelli tutti’, através da qual Francisco apela ao acolhimento daqueles que “fogem de guerras, perseguições e catástrofes naturais”.

O espaço cedido pelas irmãs é conhecido como ‘Villa Serena’ e tem capacidade para receber 60 pessoas. A estrutura deverá funcionar como local de acolhimento provisório para refugiados, nos primeiros meses após a sua chegada a Itália, através de corredores humanitários.

A administrar este espaço vai ficar a comunidade católica de Santo Egídio, um organismo que desde 2015 tem promovido a abertura de corredores para refugiados da Síria, Grécia, e do continente africano. De acordo com o Vaticano, até ao momento, “mais de 2500 pessoas, entre elas um grande número de menores, já foram acolhidas e acompanhadas no processo de integração”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *