O Programa Alimentar Mundial (PAM), tutelado pelas Nações Unidas, foi anunciado esta sexta-feira, 9 de outubro, como vencedor do Prémio Nobel da Paz de 2020, pelo trabalho desenvolvido nas assistência alimentar a milhões de pessoas em todo o mundo, em particular nesta fase de pandemia da Covid-19.

O Comité do Nobel, com sede na Noruega, destacou não apenas o trabalho do PAM no combate à fome, mas também a importância das suas ações no desenvolvimento de “bases para a paz em nações onde ocorrem guerras”.

Numa primeira reação ao prémio, feita através das redes sociais, os responsáveis pela agência da ONU manifestam-se agradecidos e sensibilizados com a distinção, realçando que “este é um poderoso lembrete para o mundo que a paz e o Fome Zero andam de mãos dadas”.

O PAM “é a primeira resposta do mundo na linha de frente da insegurança alimentar”. “Num mundo de abundância, é inescrupuloso que centenas de milhões de pessoas vão para a cama todas as noites com fome”, afirmou por sua vez o secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrando as mulheres e os homens da agência que enfrentam o perigo e a distância para entregar sustento que salva vidas a pessoas com vidas arrasadas por conflitos e desastres, crianças e famílias que não sabem de onde vem sua próxima refeição.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *