A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), sediada em Lisboa, começou a disponibilizar online parte do seu acervo editorial. Encontram-se já acessíveis ao público 52 títulos da “Coleção de Textos Clássicos”. As restantes “Coleções – Cultura Portuguesa e Manuais Universitários” estão agora “em processo de seleção e tratamento digital para futura reedição neste suporte”, refere a fundação, em comunicado.

Além destas coleções, que serão colocadas à disposição dos internautas de forma faseada até ao final de 2021, a Gulbenkian pretende “privilegiar também a via digital, com acesso gratuito e universal, a outros conteúdos produzidos, como ensaios, atas de colóquios, relatórios e outros textos relativos aos seus programas e projetos”. Terão também livre acesso “algumas das mais significativas edições da Delegação da Fundação Gulbenkian em Paris”, acrescenta o organismo responsável pela iniciativa.

Esta disponibilização de obras “resulta de uma nova política da fundação que tem como linha orientadora tornar acessível, a todo o público, clássicos da cultura mundial e também obras marcantes da cultura portuguesa”. A partir deste momento, as “edições de novos títulos e as reedições de antigos títulos serão, assim, primordialmente efetuadas em formato digital, com acesso gratuito e universal, desde que tal seja viável pela salvaguarda dos direitos de autor”, explica a Gulbenkian.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *