Foto: João Fructuosa

A Organização Mundial de Turismo (OMT) aponta o reforço das viagens domésticas como uma solução para a revitalização do setor do turismo, um dos mais afetados pelo impacto económico causado pela pandemia de Covid-19. Muitos países estão já a oferecer incentivos aos viajantes nacionais.

No último relatório sobre os efeitos da crise no turismo internacional, a OMT refere que a compreensão do turismo doméstico e as oportunidades oferecidas por esta área podem ajudar a tirar o setor da crise, dando como exemplo os números de 2018, em que foram contabilizadas quase nove biliões de viagens domésticas em todo o mundo, o equivalente a seis vezes mais que os 1,4 biliões de bilhetes internacionais impressos.

Alguns países estão a promover incentivos para aumentar o turismo interno, como é o caso de Itália, onde famílias que ganham até 40 mil euros recebem um vale de até 500 euros para gastar em hotéis dentro do país, ou da Malásia que destinou 113 milhões de dólares para vouchers de viagens para quem quer passear pelo país.

Na América Latina, a Costa Rica passou todos os feriados de 2020 e 2021 para uma segunda-feira proporcionando assim que os viajantes possam obter um fim de semana prolongado. E outras iniciativas para incentivar o turismo doméstico também foram anunciadas por França, Argentina e Tailândia, adianta a OMT.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *