Foto: Helpo

O mês de setembro é marcado pelo regresso às aulas um pouco por todo o mundo, e, este ano, a atual pandemia revela-se uma fonte de preocupações. O ensino pré-escolar em São Tomé e Príncipe arrancou esta semana, e, à semelhança dos restantes países do mundo, os jardins-de-infância abriram portas com cuidados acrescidos.

Com o objetivo de travar a propagação da Covid-19 procedeu-se à “construção de lavatórios na entrada do recinto escolar de sete jardins-de-infância: a creche de Monte Café, Saudade, São José, Bemposta, Novo Destino, São Nicolau (distrito de Mé-Zóchi) e creche Arca de Noé (distrito de Lembá)”, explica a organização envolvida no projeto. No total, “foram feitos 15 lavatórios que serão um forte apoio no que diz respeito à lavagem das mãos, nesta altura de pandemia”, acrescentam os responsáveis pela iniciativa.

A construção destes lavatórios foi apoiada pela Helpo, uma organização não governamental para o desenvolvimento (ONGD) portuguesa, através dos seus padrinhos e madrinhas. A iniciativa é uma forma de dar resposta à estratégia do Ministério da Educação e Ensino Superior de São Tomé e Príncipe, em sequência da atual pandemia.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *