Foto: Cruz Vermelha

Declarado no passado mês de junho, o novo surto de ébola já matou pelo menos 48 pessoas e infetou outras 112 no nordeste da República Democrática do Congo (RDC), revela a organização Médicos sem Fronteiras (MSF), recordando que a doença é altamente contagiosa.

Esta epidemia é já considerada a pior da história da RDC e a segunda mais grave do mundo, depois daquela que atingiu a África Ocidental, entre 2014 e 2016, na qual morreram 11.300 pessoas e houve mais de 28.500 infetados, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O vírus ébola foi descoberto na RDC em 1976 e é transmitido por contacto direto com o sangue e fluídos corporais de pessoas ou animais infetados. A doença provoca hemorragias graves e pode atingir uma taxa de mortalidade de 90 por cento. Os primeiros sintomas são febre alta repentina, fraqueza grave, dores musculares, na cabeça e na garganta, e vómitos.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *