Presidente sudanês não quer intervenções militares.
Presidente sudanês não quer intervenções militares.

Kofi annan, secretário-geral da Nações Unidas, defende que uma intervenção desta (ONU) na região de Darfur seria importante na questão do acordo de paz entre Cartum, capital do Sudão e os rebeldes.

Segundo o que adianta a Rádio Renascença, Kofi annan pensa que “uma força de manutenção de paz das Nações Unidas será necessária para ajudar as partes em presença a aplicar o acordo de paz e a ajudar a garantir a segurança das populações deslocadas”.

Cartum não exclui totalmente essa hipótese, mas opõe-se, no entanto, a que essa ocorra sem a sua autorização. Omar al-Béchir, presidente sudanês, declarou, no início desta semana, que não haveria intervenções militares no Darfur enquanto se mantiver no poder, nem “recolonização” do Sudão.

Kofi annan diz que se deveria pressionar mais os grupos rebeldes que recusaram o acordo de paz, como o é o caso do Movimento para a justiça e a igualdade e uma facção do Movimento para a Libertação do Sudão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *