Agricultura formação
Foto: ADPM

Vinte e seis jovens de Porto Novo, em Santo Antão, Cabo Verde, estão a viver dias formativos “intensos”, no âmbito do projeto “Jovens agricultores de Casa do Meio”. As sessões formativas demonstram práticas agrícolas sustentáveis, e “incluem temáticas como a análise do solo, a escolha correta de sementes para plantação, a adubação orgânica do solo, o controlo natural de pragas e doenças e boas práticas na produção dos alimentos”, entre outros, explicam os envolvidos na iniciativa.

A capacitação destes jovens agricultores revela-se especialmente “importante, uma vez que os deixará preparados para a implementação das melhores práticas agrícolas, preparando caminho para o trabalho na área da transformação agro-alimentar que decorrerá quando o centro de transformação” local estiver concluído, destacam os responsáveis pelo projeto.

A iniciativa é promovida pela “Associação de Defesa do Património de Mértola – Cooperação”, e conta com a parceria da “Associação de jovens agricultores de Casa do Meio”, da Câmara Municipal do Porto Novo e do Ministério da Agricultura e Ambiente. O projeto é apoiado pelo “Camões – Instituto da Cooperação e da Língua”, e pelo Fundo Mundial para o Ambiente.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *