A Cáritas Boliviana está a prestar apoio àqueles que se encontram em maior sofrimento devido aos efeitos das medidas de contenção da Covid-19. O organismo humanitário da Igreja Católica já procedeu à entrega de cestas básicas de alimentos a mais de 300 famílias em perto de 20 comunidades indígenas. “As famílias que beneficiaram da ajuda agradeceram o apoio recebido, mas, ao mesmo tempo, expressaram a difícil situação de pobreza e as condições precárias em que vivem”, referem os serviços de comunicação da Cáritas Boliviana.

O organismo humanitário pede ao governo que “empreenda políticas de reflorestação e outras formas de ‘queimadas’ na Amazónia e Chiquitana, e elimine todo o tipo de regulamentação legal que incentive estas queimadas”. “Como Cáritas Boliviana, sentimos profundamente a impotência de tantas pessoas que precisam de ajuda neste momento, como os povos e as nações indígenas”, lamentam os membros daquele organismo humanitário.

A Cáritas Boliviana encontra-se também a apoiar os reclusos, tendo procedido à entrega de 454 quilos de alimentos para a prisão de San Pedro, na cidade de La Paz. Estes bens destinam-se a ser distribuídos entre reclusos, dando prioridade aos idosos e às pessoas que não têm familiares na cidade. A ajuda concedida pela Cáritas torna-se possível graças ao apoio financeiro da organização católica Adveniat.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *