Os profissionais do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA), da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), encontram-se a desenvolver um projeto que propõe a realização de teleconsultas e programas de telereabilitação, permitindo que os utentes possam ir ao médico, sem sair das suas habitações, contribuindo assim para que tenham acesso simples e rápido a cuidados de saúde.

As consultas online, que deverão ter uma duração aproximada de 20 minutos, serão concretizadas por videochamada. Os utentes devem apenas ter “um computador ou tablet com webcam e acesso à Internet”, explicam os serviços de comunicação da SCML, adiantando que “cerca de 50 profissionais da área clínica vão dar resposta às necessidades de prestação de cuidados e promoção da saúde, permitindo um acompanhamento próximo dos utentes, facilitando a partilha de informação e a articulação de cuidados”.

Isabel Amorim, uma das médicas responsáveis pelo desenvolvimento deste projeto, explica que esta iniciativa encontra-se a ser preparada desde o último ano, mas ganha agora maior dimensão devido à “necessidade de continuar a acompanhar doentes que viram suspensos os programas de reabilitação de ambulatório”, devido à atual pandemia.

Os profissionais do CMRA pretendem, em breve, vir a concretizar sessões online de acompanhamento em fisioterapia, terapia ocupacional, terapia da fala e enfermagem de reabilitação. Os responsáveis pelo espaço da Misericórdia de Lisboa têm ainda planeada a “criação de uma plataforma interativa digital de reabilitação neurológica e musculoesquelética, com recurso a biofeedback, que será desenvolvida em parceria com profissionais da área da engenharia biomédica”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *