Giorgio Marengo, Prefeito Apostólico de Ulaanbaatar, na Mongólia, escolheu o lema «respicite ad eum et illuminamini» (voltai-vos para Ele e ficareis radiantes), porque não existe o anúncio e relação com Deus sem alegria, como vemos nos rostos sorridentes do próprio bispo nas várias fotografias da sua ordenação episcopal e as celebrações eucarísticas na igreja do Beato José Allamano (Casa Mãe dos Missionários da Consolata) e na paróquia do Santo Afonso Maria de Ligório em Turim, Itália.

Giorgio foi consagrado bispo no dia 8 de agosto, no Santuário da Consolata em Turim, Itália, pelo cardeal Luís António Tagle, acompanhado pelo cardeal Severino Poletto e pelo arcebispo de Turim, Cesare Nosiglia.

O missionário da Consolata italiano, nasceu a 7 de junho de 1974 em Cuneo, Itália. De 1993 a 1995 estudou Filosofia na Faculdade Teológica do Norte de Itália e de 1995 a 1998 cursou Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma). Foi ordenado sacerdote em 26 de maio de 2001 e trabalha na Mongólia desde 2003. No ano 2006 completou os estudos na Pontifícia Universidade Urbaniana, obtendo o doutoramento em Missiologia, baseado numa investigação sobre evangelização na Mongólia, com o título, “Sussurrar o Evangelho ao coração da Ásia: um estudo missiológico sobre evangelização na Mongólia”. No dia 2 de abril, o Papa Francisco nomeou o religioso Giorgio Marengo como Prefeito Apostólico de Ulaanbaatar (Mongólia), com carácter episcopal.

A Mongólia é o grande estado da Ásia centro-oriental que se estende entre a Federação Russa e a China, com aproximadamente três milhões e meio de habitantes e apenas 1.300 católicos.

Foto: Jaime Patias e Gigi Anataloni

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *