Líbano explosão
Foto: Samer Nassif

Milhares de jovens voluntários cristãos encontram-se em Beirute, no Líbano, onde procedem à entrega de ajuda de emergência, na sequência da explosão que destruiu a capital daquele país da Ásia ocidental. Com o objetivo de ajudar as vítimas da catástrofe, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) enviou para a região uma primeira ajuda de emergência, de forma a fornecer apoio alimentar a 5.000 agregados familiares.

De acordo com monsenhor Toufic Bou-Hadir, diretor da Comissão Patriarcal Maronita para a Juventude e parceiro no terreno da Fundação AIS, as equipas de jovens voluntários estão a limpar os escombros e a distribuir bens muito procurados, como medicamentos, vestuário, cobertores e alimentos.

Além de monsenhor Bou-Hadir, também a irmã Hanan Youssef é parceira no terreno da Fundação AIS. “Eu sobrevivi a 15 anos de guerra civil, mas não conseguia imaginar que acontecesse algo assim tão terrível ao nosso povo. Mais do que nunca, as pessoas precisam de ajuda”, disse a religiosa, em declarações aos serviços de comunicação da fundação.

Catarina Martins Bettencourt, diretora nacional do secretariado português da Fundação AIS, manifesta desde já o seu agradecimento, a todos quantos estão a enviar ajuda para as vítimas da explosão. “Gostaria de agradecer a todos os benfeitores e amigos da Fundação AIS pela generosidade para com o povo do Líbano, em particular de Beirute, neste momento trágico e doloroso”, refere e responsável.

Tagged: