Impressora 3D

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) prepara-se para proceder à entrega de 12 kits de impressão 3D a instituições de ensino superior, tecnologia ou de investigação de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Na fase inicial, os kits “vão permitir a disponibilização gratuita de consumíveis de saúde para apoiar a capacidade de resposta à Covid-19 das instituições de saúde parceiras”, referem os serviços de comunicação da FCG, adiantando que cada conjunto contempla “duas impressoras 3D, consumíveis, formação à distância e uma linha de apoio online”.

Os 12 kits serão entregues a um conjunto variado de instituições, baseadas em países como Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Tendo em consideração os atuais constrangimentos à circulação internacional, devido à atual pandemia, a Gulbenkian acredita que os kits devem começar a ser distribuídos a partir de setembro. No final de 2020, todos os conjuntos já deverão ter chegado ao seu destino.

Os kits serão entregues no âmbito de um concurso, aberto pela Gulbenkian, com o objetivo de aproximar as instituições universitárias e científicas das instituições de saúde nestes Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. O projeto tem ainda como propósito “reforçar as iniciativas de inovação social, permitindo a disponibilização deste equipamento para fins de investigação, ensino e outras iniciativas piloto”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *