Papa Francisco
Foto: EPA / Ettore Ferrari

O Papa Francisco continua a cumprir a promessa de melhorar o equilíbrio de géneros nos organismos da Santa Sé e nomeou seis mulheres para o Conselho Económico, um organismo que supervisiona as finanças do Vaticano e um dos mais importantes da Santa Sé. Esta foi a vez em que foram nomeadas mais mulheres para altos cargos no Vaticano.

Antes, o Pontífice já havia nomeado mulheres como vice-ministra de Relações Exteriores, diretora dos Museus Vaticanos e sub-directora da Sala de Imprensa, além de outras quatro como conselheiras do Sínodo dos Bispos, que prepara os grandes encontros episcopais.

O Conselho Económico, composto anteriormente apenas por homens, tem 15 elementos. É coordenado por um cardeal e os outros 14 cargos estão divididos entre membros do clero e leigos. Depois desta nova nomeação, seis dos sete elementos leigos serão mulheres: duas britânicas, duas alemãs e duas espanholas, sendo o único elemento masculino de nacionalidade italiana.

Uma das britânicas escolhidas, Leslie Ferrar, foi tesoureira do príncipe Carlos entre 2015 e 2017 e ocupa agora vários cargos não executivos e de administração. A outra, Ruth Kelly, foi secretária de Estado da Educação e Transportes e ministra para a Mulher e Igualdade na legislatura de 2004-2008, informou o Vaticano.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *