Abraçar São Tomé e Príncipe
Foto: ‘Abraçar São Tomé e Príncipe’

As 1.600 crianças do ‘Centro social mãe Clara’, em São Tomé e Príncipe, viveram recentemente um dia muito especial, devido à entrega de bens alimentares. “Foram oferecidas cestas básicas a todas as crianças, que continham leite com chocolate, gelatina, feijão, arroz, bolachas. Tudo isso fez as delícias destas crianças. A alegria era imensa”, referem os responsáveis pelo projeto ‘Abraçar São Tomé e Príncipe’, uma associação de solidariedade social destinada a apoiar o Projeto de Desenvolvimento Integrado de Lembá (PDIL), orientado pelas Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição.

Os envolvidos nesta ação solidária expressam o seu agradecimento a todos quantos tornaram possível esta iniciativa. “Obrigado a todas as empresas que nos ofereceram os seus produtos e que tornaram possível esta resposta alimentar. Por todos, conseguimos”, referem os elementos desta ONG, sediada em Linda-a-Velha, Oeiras.

Com as condições das populações mais vulneráveis a agravarem-se ainda mais, devido à atual pandemia, a ação da associação ‘Abraçar São Tomé e Príncipe’ deixa de estar apenas circunscrita a São Tomé e Príncipe, e chega agora até outro país africano. “Neste tempo de pandemia o grito também nos chegou da Guiné-Bissau, através das Irmãs Filhas do Coração de Maria. Não ficamos indiferentes a esta urgência alimentar. Conseguimos enviar três toneladas de vários alimentos de primeira necessidade que foram sabiamente distribuídos pelos mais pobres”, refere a ONG portuguesa, criada no passado mês de junho.

 

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *