Escola
Foto: EPA / Valdrin Xhemaj

Depois da organização não governamental Save the Children ter alertado recentemente para a possibilidade de 10 milhões de crianças terem de deixar a escola por causa da pandemia, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) vem agora elevar a fasquia, apontando para um total de 24 milhões de estudantes em risco de abandono escolar em todo o mundo.

Os dados recolhidos pela agência da ONU indicam que o ensino superior será o mais afetado, com uma taxa de menos 3,5 por cento de matrículas, o que equivale a 7,9 milhões de estudantes. No nível pré-escolar, a queda esperada será de 2,8 por cento, com cinco milhões a menos de crianças nas salas de aula, enquanto no ensino básico a queda será de 0,27 por cento e no secundário de 1,48 por cento. No total, significa que 5,2 milhões de rapazes e 5,7 milhões de raparigas vão abandonar as escolas do ensino básico e secundário.

Para a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, estes resultados “realçam a urgência de garantir a continuidade da aprendizagem para todos perante uma crise sem precedentes, principalmente para os mais vulneráveis”. A responsável alertou ainda para um aumento de um terço no défice de financiamento para atingir as metas de desenvolvimento sustentável da educação até ao horizonte de 2030, inicialmente estimado em 148 mil milhões de dólares.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *