Foto Notre_Dame

Os operários começaram esta segunda-feira, 3 de agosto, a desmantelar o grande órgão de tubos da Notre Dame, em Paris, França, para permitir que os especialistas o restaurem a tempo de voltar a ser tocado no quinto aniversário do incêndio que danificou a catedral da capital francesa. O órgão é um maior instrumento musical de França.

“É um milagre que tenha sobrevivido. Um órgão como este é enorme e parece instrutível, mas na realidade é muito frágil”, afirmou Olivier Latry, um dos organistas oficiais da Notre Dame, em declarações a uma rádio francesa.

O instrumento encontra-se debaixo da enorme rosácea da catedral e foi terminado em 1867. Não ficou queimado durante o incêndio mas ficou coberto de fuligem e sofreu danos com a humidade. Os trabalhadores irão desmontar os seus cinco teclados, a pedaleira e os 109 botões que controlam o fluxo de ar dos 8.000 tubos, alguns com dez metros.

Após o fogo, em abril de 2019, o Presidente francês, Emmanuel Macron, prometeu reconstruir a catedral no prazo de cinco anos. E as autoridades eclesiásticas também esperam que a Notre Dame esteja aberta para a celebração da Eucaristia em 2024, ano em que Paris será a sede dos Jogos Olímpicos.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *