Criança Somália
Foto: EPA / Tobin Jones

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou um alerta à comunidade internacional para que ajude a socorrer cerca de três milhões de crianças em situação de desespero humanitário na Somália. Ao todo, o país tem 5,2 milhões de pessoas a necessitar de ajuda urgente para sobreviver.

Segundo o vice-representante do UNICEF na Somália, Jesper Moller, apesar do país viver há décadas as consequências de conflitos e desastres naturais, como secas e cheias, a situação está ainda mais grave com as nuvens de gafanhotos do deserto a dizimar as plantações e a propagação da Covid-19.

Considerado um dos países mais frágeis do mundo, Moller alerta que está em jogo a vida das crianças e de milhões de famílias somalis, um risco que só a ajuda internacional urgente pode minimizar, evitando uma catástrofe ainda maior.

A agência da ONU está numa corrida contra o tempo para fazer chegar kits de higiene e acesso a água potável a quase um milhão de pessoas vulneráveis no país, e, em conjunto com os parceiros locais, já assegurou serviços básicos de saúde e nutrição a mais de 500 mil mulheres. As equipas de saúde estão também a visitar milhares de lares somalis para levar informações sobre o combate à Covid-19.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *