Gisele Bündchen projeto Viva a vida

Para celebrar os 40 anos e manter o apoio às causas ambientais, a modelo brasileira Gisele Bündchen criou a campanha de recolha de fundos “Viva a Vida”, com a qual pretende angariar verbas para plantar pelo menos 40 mil árvores na Amazónia, nas bacias do rio Xingu e rio Araguaia.

“A minha relação com o Xingu começou em 2004, quando visitei pela primeira vez uma aldeia indígena, pois queria entender como aquelas comunidades viviam da natureza. Foi neste momento que vi de perto os problemas que eles vinham enfrentando devido ao desmatamento e à poluição dos rios e senti que precisava fazer algo para ajudar. Desde então, tenho trabalhado em causas para preservação da natureza”, explicou a modelo.

Em 2006, Bündchen apoiou o projeto “Salve a Água Boa do Xingu”, um movimento de responsabilidade socioambiental partilhada que envolveu produtores rurais, indígenas, agricultores familiares, pesquisadores, organizações da sociedade civil e municípios da região das cabeceiras do rio Xingu, no Mato Grosso, com o objetivo de recuperar e conservar as nascentes e matas de beira de rio.

Na sequência desta iniciativa, um ano depois, nasceu a Rede de Sementes do Xingu, um sistema que se consolidou como a maior rede de sementes do Brasil, viabilizando a recuperação de mais de 6,6 mil hectares de áreas degradadas na região das bacia do Rio Xingu e Araguaia e outras regiões de Cerrado e Amazónia.

Agora, a modelo desafia os seus apoiantes a contribuírem para plantar um futuro melhor, assegurando que as plantações a fazer no Xingu e Araguaia, no estado de Mato Grosso, serão efetuadas com recurso a uma mistura de sementes nativas e a uma técnica de semeadura direta em solo bem preparado, revela o Instituto Socioambiental, um dos parceiros na campanha.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *