António Marto
Foto: Santuário de Fátima

António Marto, cardeal e bispo da diocese de Leiria-Fátima, dirigiu, em nome pessoal, do santuário, e dos peregrinos, uma “palavra de afeto e solidariedade aos bombeiros que nestes dias e nesta hora estão na linha da frente do combate aos incêndios” em Portugal.

O cardeal lembrou aqueles que “sofreram o acidente” a caminho de um incêndio em Ourém no último sábado, 18 de julho, os familiares do bombeiro de 34 anos falecido no mesmo dia enquanto estava nas operações de consolidação de um fogo na freguesia do Arrabal, em Leiria, assim como “todas as vítimas destes incêndios”.

“Quero-lhes dizer que os temos bem presentes hoje aqui nesta celebração”, disse o cardeal na Eucaristia a que presidiu no recinto de oração do Santuário de Fátima, na manhã do passado domingo, dia 19.

António Marto mostrou aos peregrinos que na sociedade “existe muito de bom e de belo”, de que são exemplo “os gestos tão bons e tão belos de gente desinteressada, que se sacrifica pelos outros e não faz notícia nem dá espetáculo”. O purpurado apelou depois à confiança. “Sim, Deus continua a semear o bem, tenhamos esta confiança”.

O bispo diocesano disse que a “vida de uma pessoa pode ser um desastre, uma ruína provocada pelos vícios, mas Deus confia que há sempre um espaço onde pode ser semeada uma semente do bem, que pode mudar vidas, e, por isso, está sempre de braços e coração aberto para acolher, sempre disposto a perdoar tudo e todos. É só ir até Ele”.

O cardeal aproveitou a ocasião para aludir às visitas que leva a cabo aos estabelecimentos prisionais, onde tem “encontrado gente que reconhece os crimes que cometeu, mas traz dentro de si o desejo de mudar de vida, e que às vezes se sente incapaz e impotente, porque não sente quem lhe dê uma mão para o levantar”.

António Marto destacou que a mensagem de Fátima é também uma mensagem de “confiança”, que o “Senhor deixou aqui através de Nossa Senhora – a garantia da vitória do bem sobre o mal, nesse amor misericordioso da mãe que ama os seus filhos, mais forte que todo o mal do mundo”.

De acordo com os serviços de comunicação do Santuário de Fátima, a Eucaristia dominical no recinto de oração voltou a contar com uma “participação expressiva de peregrinos” que respeitaram as regras de distanciamento físico e que utilizaram “máscara mesmo ao ar livre”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *