Foto: COMECE

Os bispos católicos europeus enviaram uma carta à Conferência Episcopal da Nigéria a manifestar a sua solidariedade para com o povo nigeriano, em particular com a população cristã, que tem sido vítima dos ataques extremistas. Segundo as estatísticas recentes, referidas pelos prelados, “cerca de 6.000 cristãos nigerianos foram assassinados desde 2015, principalmente pelo Boko Haram e pelos pastores fulani, que têm cometido ataques terroristas contra agricultores”.

No documento, assinado pelo presidente da Comissão dos Episcopados da União Europeia (COMECE), cardeal Jean-Claude Hollerich, os bispos convidam ainda à União Europeia e a comunidade internacional “a utilizarem instrumentos diplomáticos, políticos e financeiros para ajudar as autoridades nigerianas a travar a violência, entregar os criminosos à justiça, apoiar as vítimas e integrar plenamente os cristãos (47 por cento da população) em todas as estruturas estatais, incluindo a polícia e forças armadas”.

A mensagem recorda também que a Conferência Episcopal da Nigéria já condenou o governo federal “por ter fracassado no seu dever primário de proteger a vida dos cidadãos”, afirmando, claramente, que a violência em curso, no que se refere aos pastores fulani, “não pode ser tratada como um simples confronto entre pastores e agricultores”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *