escutismo

Em período de desconfinamento, o Corpo Nacional de Escutas (CNE) marca presença no Santuário de Fátima, durante todos os fins de semana, até agosto de 2020. A iniciativa torna cada escuteiro num ‘Acolhedor’.

“’Acolhedor’ é aquele que acolhe, tal como o nome indica. Mas em Fátima, essa dimensão de ‘Acolher’ cresce, enche-nos a alma e o coração. O ‘Acolhedor’, como peregrino que também o é, predispõe-se a ajudar o seu semelhante para que a sua experiência de fé seja vivida na plenitude, encaminhando-o, ajudando-o e aconselhando-o, especialmente nestes tempos que vivemos, em que os cuidados têm de ser redobrados”, explica Luís Rodrigues, delegado CNE no Santuário de Fátima.

De acordo com Luís Marinho, Assistente Nacional do CNE, “participar nesta atividade é uma oportunidade de crescimento espiritual e celebração da fé no contacto direto com os peregrinos num lugar tão significativo” para os peregrinos. “Num tempo tão inquietante como este que estamos a viver, pedimos a generosidade dos escuteiros para integrar este serviço que alimenta tão fortemente a histórica ligação do CNE ao Santuário de Fátima e muito evidencia que estamos sempre alerta para servir”, refere o responsável, em comunicado.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *