O primeiro selo internacional de higiene e segurança, criado pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês) e adotado pela Organização Mundial de Turismo (OMT), já foi atribuído a vários destinos turísticos a nível mundial, nos quais se inclui Portugal. O distintivo “Safe Travels” (Viagens Seguras) permite aos viajantes identificar os destinos e empresas que adotaram os protocolos globais de saúde e higiene, para os acolher em segurança.

“O selo é vital para restabelecer a confiança do consumidor no setor do turismo, ao garantir que existem padrões aprimorados de higiene para viajar com segurança. À medida que os protocolos de saúde e higiene são implementados em hotéis, restaurantes, aeroportos, linhas de cruzeiros, operadores turísticos, restaurantes, estabelecimentos comerciais e transportes, a lista de destinos que recebem o novo selo também continua a crescer”, afirmou a presidente da WTTC, Gloria Guevara.

Desde o lançamento deste novo selo, além de Portugal, foram identificados como destinos seguros a Turquia, Bulgária, Jamaica, Maurícias, Ontário (Canadá), Arábia Saudita e os destinos mexicanos de Baixa Califórnia e Yucatan. Em termos de cidades turísticas, receberam o selo da WTTC as metrópoles de Barcelona, Madrid e Sevilha (Espanha), e Cancun (México).

Segundo o último Relatório de Impacto Económico do WTTC, em 2019, o setor de Viagens e Turismo foram responsáveis por um em cada 10 empregos (330 milhões no total), contribuindo com 10,3 por cento para o Produto Interno Bruto (PIB) global e gerando um em cada quatro de todos os novos empregos. A recuperação da atual crise depende da cooperação público-privada.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *