Esta semana partem para São Tomé e Príncipe “dois contentores com alimentação, material médico, cirúrgico, de enfermagem, kits de proteção, consumíveis para crianças e idosos e materiais vários”. A revelação é feita através das redes sociais por Fernando Ventura, um dos responsáveis pela associação portuguesa ‘Amparo da criança’, organismo também conhecido como ‘Banco de leite’.

O responsável afirma que esta iniciativa é “importante para o ‘Banco de leite de São Tomé e Príncipe’”, e que vai dar resposta à “emergência que a situação da Covid-19 tem estado a criar” naquele país. A ajuda que vai a caminho de São Tomé e Príncipe é possível graças a um trabalho conjunto da associação ‘Amparo da criança/Banco de leite’, da associação ‘100Fronteiras’ da Vila da Feira, da associação Solid’Arte, e do Agrupamento de Escolas Dom Pedro IV, de Vila do Conde, entre outros organismos.

Fernando Ventura agradece a todos os envolvidos. “Fica o nosso agradecimento sincero a todos e um agradecimento especial às crianças e jovens do Agrupamento de Escolas Dom Pedro IV (…). Muito obrigado pela vossa colaboração com o ‘Banco de leite’. Entre os bens doados encontram-se “130 quilos de leite em pó, 85 quilos de papas, 240 peluches, 90 biberões, 60 chupetas, 28 tampas de biberão com tetina, 17 boiões, 16 frascos de fruta, três cadeiras de rodas, um andarilho e 20 euros”, indica Fernando Ventura.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *