Os responsáveis pela organização Cáritas nas Filipinas apelam à solidariedade da população, depois do tufão Ambo ter alcançado o país esta semana, afetando mais de 200 mil pessoas, sobretudo nas províncias de Samar e Quezon, causando morte e devastação. O apelo às doações torna-se ainda mais urgente, numa altura em que os efeitos do tufão se somam às consequências da atual crise pandémica.

Além disso, devido às medidas de contenção da Covid-19, foi cancelada a tradicional angariação de fundos quaresmal, que revertia para os serviços sociais em prol dos mais desfavorecidos. “Estamos perante um grande desafio. Os fundos disponíveis atualmente são escassos e, se nos próximos meses se verificar outra situação de emergência, não teremos mais”, lamenta José Colin Bagaforo, presidente da Cáritas nas Filipinas, citado pela Conferência Episcopal do país.

“Precisamos de um mecanismo de solidariedade para responder de forma apropriada e rápida às necessidades emergentes das nossas comunidades, especialmente onde as famílias mais vulneráveis ​​e marginalizadas continuam a ser as mais afetadas”, acrescentou o responsável, apelando a todos os bispos, fiéis e pessoas de boa vontade para “mostrar solidariedade” à diocese atingida pelo tufão, fazendo doações diretas. O tufão Ambo atingiu o país na última terça-feira, 19 de maio.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *