Foto: Pnud Guatemala/Carolina Trutmann

O Dia Mundial da Abelha é celebrado esta quarta-feira, 20 de maio. Numa mensagem para assinalar a data, a Organização das Nações Unidas (ONU) lembra que as abelhas, assim como outros agentes de polinização, “são fundamentais para o funcionamento de plantações de alimentos, plantas silvestres e ecossistemas”, contribuindo assim para a “segurança alimentar e para a conservação da biodiversidade”.

Segundo a ONU, morcegos, borboletas e beija-flores, são outros animais “sob constante ameaça”. Os profissionais das Nações Unidas estimam que 90 por cento das plantações de flores silvestres estão dependentes da polinização, tal como 75 por cento das plantações de alimentos e 35 por cento das terras aráveis do planeta.

Em 2020, o Dia Mundial da Abelha é comemorado tendo especialmente em foco as medidas colocadas em prática por apicultores, de forma a apoiar as suas subsistências e a qualidade de seus produtos. A data será também assinalada através do evento virtual sob o tema ‘Bee Engaged’, que incide sobre a importância do conhecimento tradicional e da contribuição das abelhas e dos seus produtos derivados para se alcançarem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Atualmente, as espécies de abelha encontram-se sob risco de extinção 100 a 1000 vezes mais que o normal, devido à ação humana. Quase 35 por cento dos polinizadores invertebrados, especialmente abelhas e borboletas, encontram-se sob risco, assim como 17 por cento de vertebrados de que são exemplo os morcegos.

Caso a tendência prossiga, plantações de frutas, vegetais e nozes “terão de ser substituídas por arroz, batatas e milho levando a uma dieta não balanceada”, alerta a ONU. Nesse sentido, a Convenção sobe Diversidade Biológica fez do uso sustentável dos polinizadores uma prioridade. A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) dispõe-se a prestar assistência técnica a países que pretendam cultivar abelhas-rainhas e encontrar soluções sustentáveis para a produção e exportação de mel.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *