O Museu Arqueológico Virtual do Algarve (MAVA) vai tornar-se numa realidade, de acordo com a Rede de Museus do Algarve (RMA), para quem este projeto é uma “ambição antiga”. Os primeiros passos para a concretização desta ideia têm sido dados nos últimos dois meses, e deram agora origem a uma parceria entre a rede e o Museu Nacional de Arqueologia.

O MAVA ficará disponível online, e vai divulgar as características do “passado e da identidade do Algarve”, exibindo “discursos explicativos sobre a evolução dos povos que habitaram o extremo sul do país, dos seus modelos de organização social e atividades económicas praticadas”, explica a RMA, em comunicado.

A iniciativa vai traduzir-se num “acréscimo do conhecimento existente para a caracterização da evolução da ocupação humana na região”, e vai fomentar a “aproximação das populações locais à sua cultura e passado”. A plataforma digital será também um convite a “circular e a conhecer o território do Algarve e os seus museus, sítios e monumentos”.

Este portal servirá ainda de repositório para a cartografia e inventário de sítios arqueológicos dos 16 concelhos algarvios, “constituindo uma ferramenta para os projetos de investigação e de dinamização cultural que se debrucem sobre o património arqueológico regional”.

O projeto será concretizado em parceria pelos técnicos dos municípios algarvios e da Direção Regional de Cultura do Algarve, que integram o grupo de Arqueologia da RMA, e suportará uma candidatura a fundos comunitários quando forem abertos programas de salvaguarda e valorização do património cultural.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *