Pelo menos 29 mulheres e crianças perderam a vida num episódio de pânico depois de um encontro religioso em Carachi, no sul do Paquistão, no passado Domingo.
Pelo menos 29 mulheres e crianças perderam a vida num episódio de pânico depois de um encontro religioso em Carachi, no sul do Paquistão, no passado Domingo. Cerca de 20 mil mulheres e crianças estavam reunidas com os seus filhos na mesquita de Faizan-e-Madina para comemorar o nascimento do profeta Maomé. Segundo a polícia local o pânico aconteceu depois de uma criança cair ao sair da mesquita. Segundo as testemunhas a criança gritou, provocando o pânico entre as mulheres que tentaram forçar a sua saída da mesquita.
De acordo com os presentes ninguém sabia o que se passava e todos procuravam assegurar a sua segurança. Foi a total confusão com as mulheres a correrem umas por cima das outras. além dos 29 mortos a polícia comunicou que pelo menos uma centena de pessoas ficaram feridas.
Carachi tem um historial de violência durante os encontros religiosos. Houve rumores de um telefonema denunciando a presença de uma bomba na mesquita, mas depois de feita a devida investigação apurou-se que a chamada nunca existiu.
O Paquistão é uma nação predominantemente muçulmana e para marcar o aniversário do profeta, que acontece na terça-feira, fazem grandes concentrações nas mesquitas, participam em manifestações e cantam hinos religiosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *