Agência das Nações Unidas afirma que as medidas de contenção do novo coronavírus estão a funcionar, mas realça que precisam ser adaptadas caso a caso. A doença já matou mais de 4.000 pessoas em todo o mundo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) manifesta-se esperançada nas medidas que têm vindo a ser tomadas a nível mundial para conter a propagação do coronavírus (Covid-19), em especial na Itália, e aconselha os países a tomarem as decisões caso a caso, tendo em atenção o número de pessoas que tiverem contraído a doença, em cada grupo, em consonância com as particularidades locais.

A Itália é neste momento a segunda nação com mais casos, a seguir à China, e o governo declarou o país uma «zona vermelha» para o vírus, tendo decretado um período de quarentena em toda a Itália, que começou a vigorar esta terça-feira, 10 de março. As autoridades italianas pediram que as medidas de restrição e circulação sejam estritamente respeitadas.

Entretanto, a OMS atualizou os dados sobre a epidemia e confirmou a existência de mais de 117 mil casos, em 110 países. A doença já matou 4.015 pessoas, a maioria na China, onde surgiu a nova cepa do coronavírus. Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo as últimas informações da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgadas na terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *