Foto: C.Q.

Plataforma de defesa dos direitos indígenas acusa organização americana de missionários evangélicos de querer usar um helicóptero para evangelizar tribos isoladas na Amazónia brasileira

A organização não governamental (ONG) Survival Internacional enviou uma carta ao ministro da Justiça brasileiro a alertar para os perigos que podem resultar do projeto de uma organização americana de missionários que pretende evangelizar as tribos isoladas na Amazónia, com recurso a um helicóptero.

«Está claro que há uma decisão consciente do governo brasileiro de abrir os territórios indígenas para missionários evangélicos, como medida-chave para tomar as suas terras e explorar os seus recursos. Se não detivermos isto, muitas tribos serão aniquiladas», denunciou Sarah Shenker, investigadora da Survival. Recorde-se, que recentemente, o Presidente Jair Bolsonaro nomeou o antropólogo e pastor evangélico Ricardo Lopes Dias para liderar o programa federal de proteção de tribos não contactadas da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

De acordo com a Survival Internacional, o grupo Ethnos 360, antes conhecido como Missão Novas Tribos, anunciou no seu portal de recolha de fundos que conseguiu dinheiro para comprar um helicóptero que pretende usar na evangelização de 10 comunidades isoladas na selva brasileira. Uma das principais preocupações da ONG é que este contacto possa transmitir doenças com efeitos devastadores para os indígenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *