antónio Marto convidou os peregrinos de Fátima a rezarem pela proteção do Papa Franciso, pelo seu ministério, e pela «reforma da Igreja» que ele está a implementar
antónio Marto convidou os peregrinos de Fátima a rezarem pela proteção do Papa Franciso, pelo seu ministério, e pela «reforma da Igreja» que ele está a implementarOs acontecimentos que marcam atualmente a vida da Igreja Católica levaram antónio Marto, bispo na diocese de Leiria-Fátima, a fazer um esclarecimento e um pedido, durante e Eucaristia no Santuário de Fátima, que teve lugar no último domingo, 2 de setembro, no recinto de oração. Todos nós sabemos que estamos a viver um momento muito doloroso para a nossa Igreja por causa dos escândalos de abuso de menores cometidos por responsáveis da Igreja, em particular nos Estados Unidos e na Irlanda, lamentou o cardeal.
Para o purpurado, esta situação assume ainda uma outra dimensão mais perturbadora. [É] igualmente doloroso porque estamos a assistir a um ataque ignóbil e organizado contra a pessoa do Santo Padre, procurando pôr em causa a sua credibilidade e procurando criar uma divisão na Igreja, referiu o cardeal, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.
O cardeal recordou que este não é um cenário novo, estando bem patente na Mensagem de Fátima. Queria recordar que Nossa Senhora aqui em Fátima, há 100 anos, veio pedir oração e penitência pelos pecados do mundo e da Igreja para que não se repitam mais estes escândalos e veio pedir também para que a Igreja permanecesse unida ao Santo Padre e não se deixasse dividir, lembrou o cardeal, realçando mais alguns momentos da história de Fátima. Lembro aquela visão da Jacinta que contava à Lúcia que via o Santo Padre a ser agredido e a ser insultado. É isso que está a acontecer!, disse.
antónio Marto deixou um apelo aos peregrinos. Daqui de Fátima vamos dizer ao Santo Padre que escutámos o seu apelo na carta que escreveu ao povo de Deus para todos, todos, nos empenharmos na criação de uma cultura de proteção e prevenção dos menores para que nunca mais se repitam estes escândalos na Igreja e dizer-lhe também, que rezamos por ele para que Deus, por intercessão de Nossa Senhora, o proteja, à sua pessoa, ao seu ministério e à reforma da Igreja que ele está a realizar, pediu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *