a paróquia de Nossa Senhora da Consolata, de Nairobi, enviou nestes dias 15 toneladas de alimentos para aliviar a fome em Garissa, uma zona predominantemente muçulmana.
a paróquia de Nossa Senhora da Consolata, de Nairobi, enviou nestes dias 15 toneladas de alimentos para aliviar a fome em Garissa, uma zona predominantemente muçulmana. Quem escreve do Quénia, nestes dias, sente uma grande vontade de comentar a situação Política do país. Mas há problemas bem mais trágicos, como seja o da fome. é por isso que para já deixo que os políticos se maltratem uns aos outros e falo daquilo que eles deveriam ter como prioridade das prioridades: a fome.
Garissa é a maior diocese do Quénia com 140. 000 quilómetros quadrados de extensão. a fome que ultimamente se fez e faz sentir no país é especialmente severa no norte desta diocese junto à fronteira com a Somália.
Os paroquianos da Consolata em Nairobi resolveram fazer algo em favor das vítimas desta fome que alastra em quase todo o país e em menos de três semanas recolheram bem 15 toneladas de alimentos, especialmente farinha de milho (9 toneladas), arroz (3 toneladas), leite (1 tonelada) e óleos vegetais. Foi uma verdadeira corrida da caridade em favor dos mais necessitados.
Tive e alegria de poder ir a Garissa fazer a entrega destas primeiras 15 toneladas de ajuda alimentar. a zona é 80 por cento muçulmana e o pároco da catedral dizia-me que ouviu a um muçulmano, que ajudou a descarregar o camião, o seguinte comentário: «Se houver um céu para os cristãos, aqueles que ofereceram e vieram aqui trazer estes alimentos têm o céu garantido!». a nossa resposta é e só pode ser a caridade, mas a nossa fé não hesita em confirmar: «Um céu para os cristãos existe sim. E não só para eles. Obrigado, irmão muçulmano, por reconheceres que a caridade leva até Deus».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *