Traduzida por biblistas católicos, a nova Bíblia é uma obra de qualidade que contou com a colaboração de especialistas em língua coreana, fruto de 17 anos de paciente trabalho.
Traduzida por biblistas católicos, a nova Bíblia é uma obra de qualidade que contou com a colaboração de especialistas em língua coreana, fruto de 17 anos de paciente trabalho. até há bem pouco tempo, as várias traduções da bíblia eram todas feitas em colaboração com biblistas protestantes. Desde Outubro 2005 que a Igreja católica começou a publicar uma nova tradução do livro sagrado, desta vez feita exclusivamente por biblistas e estudiosos católicos, a qual tem um significado muito especial para a comunidade católica desta nação do Extremo Oriente.
Em coreano, bíblia diz-se Seonggyong, ou traduzindo literalmente, Textos Sagrados. após 17 anos de esforços intensivos de biblistas católicos e especialistas em língua coreana, eis que os católicos podem agora ler, estudar e meditar a biblia com orientação especificamente católica.
Na cerimónia de apresentação da nova publicação, que teve lugar a 10 de Outubro passado, na qual estiveram presentes 200 pessoas (entre bispos, biblistas, especialistas da língua coreana e líderes protestantes), o ex-presidente da Conferência Episcopal Coreana, o bispo andré Choi Chang-mou, dizia na saudação inicial: a bíblia é a Palavra de Deus escrita sob a inspiração do Espírito Santo. acredito que estes 17 anos de trabalhos intensivos foram também guiados por Ele. Faço votos para que a vida cristã dos nossos católicos possa revitalizar-se através do uso da bíblia na sagrada liturgia, na lectio divina, no estudo dos textos sagrados e nas orações diárias. a Palavra fez-se carne e habitou entre nós (João 1,14): agora devemos tornar viva esta mesma Palavra.
Durante o processo de tradução, foi dada prioridade à fidelidade aos textos bíblicos de modo a ultrapassar as limitações e imperfeições da anterior versão ecuménica, a qual era de leitura e compreensão bastante fáceis, mas que fugia por vezes ao sentido original do texto bíblico. através de muitos encontros de leitura exaustiva, comparação da tradução com os textos em grego e hebraico, bem como para apurar várias expressões coreanas, os tradutores e editores tentaram, por um lado, fazer que a bíblia coreana fosse fiel ao texto bíblico original e, por outro, transmitir a Palavra de Deus numa linguagem refinada, num estilo coreano contemporâneo.
Pessoalmente, ainda não tive oportunidade de ler em profundidade a nova bíblia, mas faço votos de que seja de facto mais fiel ao texto original, pois lembro-me de que por várias vezes encontrei passagens distorcidas, que mudavam completamente o sentido original do texto ou então apresentavam-no de forma bastante deficiente.
Da Coreia do Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *