O livro de Shusako Endo que esteve na origem do último filme de Martin Scorsese é o mote para um debate que abordará a inculturação no Japão. adelino ascenso, que viveu naquele país, é o orador da conferência que tem lugar em Lisboa
O livro de Shusako Endo que esteve na origem do último filme de Martin Scorsese é o mote para um debate que abordará a inculturação no Japão. adelino ascenso, que viveu naquele país, é o orador da conferência que tem lugar em Lisboa Depois do livro Silêncio de Shusako Endo ter sido transposto para o cinema por Martin Scorsese, estreado recentemente entre nós, renovou-se o interesse pela presença portuguesa no Japão, nomeadamente através de missionários jesuítas. É este o pretexto para mais uma conferência num ciclo dedicado ao tema a Companhia de Jesus: arquivos, história, representações. Esta segunda-feira, 6 de março, pelas 18h00, na Universidade Católica Portuguesa (na sala 422, 2º piso do edifício da Biblioteca), em Lisboa, adelino ascenso dissertará sobre Silêncio – Shusako Endo e a inculturação no Japão. a conferência é promovida pelos Grupos de Trabalho Expansão Religiosa: civilizações e culturas e Diferenciação Religiosa: teologia e sociabilidades do Centro de Estudos de História Religiosa (CEHR) da UCP. adelino ascenso viveu no Japão. atualmente, é superior geral dos Missionários da Boa Nova, eleito em 2014 por quatro anos. Fez trabalho missionário e pastoral no Japão (na diocese de Osaca), lecionando também na Universidade Católica de Osaka. a sua tese de doutoramento em Teologia Fundamental – feita na Pontifícia Universidade Gregoriana – tem como título Transcultural Theodicy in the fiction of Shusaku Endo.