Crianças reunidas em tapetes manchados e pedaços de alcatifa estendidos debaixo de um telheiro em Balakot, cidade arrasada pelo sismo. Não ficou nenhum edifício, mas já voltou a escola.
Crianças reunidas em tapetes manchados e pedaços de alcatifa estendidos debaixo de um telheiro em Balakot, cidade arrasada pelo sismo. Não ficou nenhum edifício, mas já voltou a escola. Em Balakot, uma cidade de 300 mil habitantes, calcula-se que pelo menos 20 mil pessoas tenham perdido a vida. Mais de 40 mil urbanística foram arrasados, fazendo da cidade uma massa de detritos, impossível de limpar. Mas a escola primária governamental é a primeira a abrir as suas portas aos alunos.
Voluntários a trabalhar na zona ajudaram a motivar e apoiaram os professores que sobreviveram para recomeçar a escola.como disse o professor azra à agência de notícias IRIN: as crianças têm uma ocupação e podem continuar com as suas vidas, em vez de vaguear pelos campos ou escavar nos montes de ajuda humanitária.
Só alguns podem continuar a ensinar. Tal como milhares de crianças perderam a vida durante o tremor de terra, também muitos professores morreram com a caída das paredes e tetos das escolas.
a rudimentar escola que emergiu da destruição não tem recursos, e os professores improvisam. Sentadas no chão, as crianças usam lápis de cor e cadernos dados pelos voluntários para desenhar, falam uns com os outros sobre as suas experiências e comparam roupas, recolhidas da ajuda que chegou.
Mas enquanto as crianças sobreviventes cantam as suas lições, à sua volta repousam os corpos de milhares de mortos, ainda debaixo da cidade colapsada.
No entanto, ao contrário dos sobreviventes de outras tragédias, não desenham coisas terríveis, mas sim imagens de como eram as suas casas antes, crianças que jogam nas ruas, flores que crescem nos jardins e cabras a pastar nas zonas verdes.
Reconstruir a cidade e centenas de comunidades vai demorar décadas. O presidente Musharraf calcula que serão necessários 5 mil milhões de dólares para financiar a reconstrução. Os bonitos desenhos de casas, animais, irmãos e pais que as crianças fazem provavelmente só vão existir nas suas memórias por muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *