No Dia Internacional da Justiça Social, o secretário-geral da ONU pede a garantia de uma «vida digna e com direitos iguais para todos»
No Dia Internacional da Justiça Social, o secretário-geral da ONU pede a garantia de uma «vida digna e com direitos iguais para todos»O Dia Internacional da Justiça Social é comemorado esta sexta-feira, 20 de fevereiro. Numa mensagem para assinalar a data, Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), pede a garantia de uma vida digna e com direitos iguais para todos. Segundo o responsável, esta data é celebrada num momento decisivo para a comunidade e o planeta, com pessoas de todo o mundo exigindo que as suas vozes sejam respeitadas. Ki-moon realça que no centro desse movimento está a necessidade de justiça social.
Este ano, a efeméride é assinalada sob o tema Combate ao tráfico humano e ao trabalho forçado. De acordo com o secretário-geral da ONU, 21 milhões de adultos e crianças sofrem com essas formas modernas de escravidão, que incluem também a prostituição forçada e o trabalho forçado para o pagamento de dívidas.
Ban Ki-moon destaca, segundo a Rádio ONU, que não é possível alcançar o desenvolvimento para todos se forem deixadas para trás as pessoas que sofrem exploração social ou económica. Na construção da nova agenda global de desenvolvimento sustentável, o responsável pede que sejam erradicadas todas as formas de exploração humana, para que todas as pessoas possam viver e trabalhar com liberdade, dignidade e igualdade.