O novo órgão de tubos da Sé de aveiro está prestes a ser inaugurado com uma cerimónia de bênção e um primeiro concerto, que estará a cargo do organista austrí­aco Elmo Cosentini
O novo órgão de tubos da Sé de aveiro está prestes a ser inaugurado com uma cerimónia de bênção e um primeiro concerto, que estará a cargo do organista austrí­aco Elmo Cosentini a diocese de aveiro vai inaugurar esta sexta-feira, 12 de julho, o novo órgão de tubos da Sé, com uma cerimónia de bênção e um primeiro concerto que serão transmitidos em direto, através da internet, a partir das 21h30. a inauguração do instrumento acontece numa altura em que as comunidades católicas de aveiro estão em plena Missão Jubilar, integrada na comemoração dos 75 anos da restauração da diocese. através de uma nota pastoral, antónio Francisco dos Santos, bispo de aveiro, mostra-se satisfeito pelamaterialização de um projeto que era muito aguardado pelas comunidades locais. O prelado considera que o novo órgão vai dar outra vida às grandes assembleias litúrgicas e garantir a dignidade e a beleza que a música deve oferecer às celebrações na Sé. Para antónio Francisco dos Santos, a realização deste projeto, orçado em cerca de 250 mil euros, vem preencher uma lacuna cultural em aveiro, no âmbito da organística, e prestar um valioso contributo a todos quantos se dedicam à música sacra. Colocado na parede nascente do transepto da Igreja de Nossa Senhora da Glória (na Sé), o novo órgão é constituído por 32 registos e 1895 tubos. Segundo um comunicado da Paróquia de Nossa Senhora da Glória, o concerto de estreia, esta noite, vai estar a cargo do organista austríaco Elmo Cosentini, que interpretará obras de Marcel Dupré, Camille Saint-Saëns, Nicolas De Grigny, Robert Schumann, Wolfgang amadeus Mozart e Johann Sebastian Bach,além de diversas improvisações. O ciclo inaugural do órgão prevê ainda a realização de vários concertos com a presença de organistas, coros e outros instrumentistas nacionais e estrangeiros.