Contados cerca de 90 por cento dos votos, é evidente o sucesso do “sim” para introduzir no Uganda o multipartidarismo.
Contados cerca de 90 por cento dos votos, é evidente o sucesso do “sim” para introduzir no Uganda o multipartidarismo. Segundo os dados da comissão eleitoral, terão participado no referendo menos de metade dos oito milhões de eleitores. Porém segundo a imprensa local, a participação anda apenas entre entre 18 a 30 por cento.
Os observadores são unânimes em afirmar que a votação se processou de maneira tranquila e correcta em todo o país, apontando apenas um ou outro problema logí­stico, derivado do mau tempo que se fez sentir em algumas zonas.
Considerado causa de divisões étnicas e religiosas, o multipartidarismo foi abolido, em 1986, pelo actual chefe de estado, Yoweri Museveni. actualmente apoia a sua reintrodução, uma vez que, na sua opinião, tais perigos já não existem.
O governo tem tolerado alguns partidos de oposição, embora lhes tenha negado a possibilidade de apresentar candidatos políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *