Um atentado suicida contra as instalações de uma transportadora que trabalha com a Organização do Tratado do atlântico Norte no afeganistão provocou pelo menos sete mortes
Um atentado suicida contra as instalações de uma transportadora que trabalha com a Organização do Tratado do atlântico Norte no afeganistão provocou pelo menos sete mortes a detonação de um carro bomba, seguida de uma troca de tiros entre militares e bombistas, provocou pelo menos sete mortos, esta terça-feira, 2 de julho, nas instalações de uma transportadora estrangeira, que servem de base logística às forças da NaTO, nos arredores de Cabul, no afeganistão. Segundo informações da polícia local, os atacantes fizeram explodir a viatura junto à entrada das instalações da empresa, destruindo por completo parte do edifício. Em seguida, envolveram-se numa troca de tiros com os guardas do complexo, que durou cerca de 40 minutos. O atentado não foi reivindicado, porém, as suspeitas recaem mais uma vez sobre os rebeldes talibã, que lutam desde 2001 contra o governo de Cabul e a força da NaTO, enviando frequentemente comandos suicidas para a capital afegã.