a situação positiva dos direitos humanos no Sudão merece a congratulação de perito independente da ONU. Mas há situações especí­ficas no Darfur, Nilo azul e Kordofan do Sul que preocupam. São estados atormentados por confrontos e hostilidades atuais
a situação positiva dos direitos humanos no Sudão merece a congratulação de perito independente da ONU. Mas há situações especí­ficas no Darfur, Nilo azul e Kordofan do Sul que preocupam. São estados atormentados por confrontos e hostilidades atuais Resumindo a sua terceira visita ao Sudão, Mashood adebayo Baderin, relator especial sobre a situação dos direitos humanos no Sudão, reconheceu o empenho do Governo de Cartum para cumprir as suas obrigações internacionais para com os direitos humanos, mas ressalvou que há importantes desafios ainda por resolver. Num comunicado, emitido pelo gabinete do alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (OHCHR, na sigla inglesa), Baderin exortou ainda a comunidade internacional a prestar assistência técnica e a capacitar as autoridades sudanesas. No Darfur, Baderin destacou o aumento de conflito intertribais e confrontos entre grupos armados e as forças do governo, que resultaram num crescente clima de insegurança e novos deslocamentos forçados.