O ‘Nobel’ da teologia vai distinguir o teólogo leigo alemão Christian Schaller, e o biblista anglicano Richard Burridge, tornando-o no primeiro não católico a receber tal reconhecimento

O ‘Nobel’ da teologia vai distinguir o teólogo leigo alemão Christian Schaller, e o biblista anglicano Richard Burridge, tornando-o no primeiro não católico a receber tal reconhecimento

Este ano, a terceira edição do Prémio Ratzinger, o equivalente ao ‘Nobel’ da teologia, vai distinguir o biblista anglicano Richard Burridge, decano do King’s College de Londres e ministro da Comunhão anglicana, tornando-o no primeiro não católico a receber tal distinção.
além de ser uma figura eminente no campo dos estudos bíblicos, não só de língua inglesa, deu em particular um notável contributo no terreno decisivo do reconhecimento histórico e teológico da ligação inseparável dos Evangelhos com Jesus de Nazaré, frisou o cardeal Camillo Ruini, presidente do comité científico da Fundação do Vaticano Joseph Ratzinger-Bento XVI’.
a mesma distinção será entregue ao teólogo leigo alemão Christian Schaller. além de professor de teologia dogmática, Christian Schaller é também subdiretor do Instituto Papa Bento XVI de Ratisbona que está a publicar a obra completa de Joseph Ratzinger.
Segundo a agência Ecclesia, o cardeal Camillo Ruini disse que o teólogo é distinguido não só pelo seu contributo nos estudos teológicos, mas também pelo papel que desempenha na publicação da Opera Omnia’ do Papa emérito. O galardão, que tem como objetivo chamar a atenção da opinião pública sobre os temas teológicos, será entregue a 26 de outubro.