O alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados lançou uma campanha mundial para mostrar o impacto dos conflitos nos agregados familiares. a ação de informação e sensibilização está a ser apoiada por várias celebridades internacionais
O alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados lançou uma campanha mundial para mostrar o impacto dos conflitos nos agregados familiares. a ação de informação e sensibilização está a ser apoiada por várias celebridades internacionaisPara assinalar o Dia Mundial do Refugiado, celebrado quinta-feira, 20 de junho, o alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (aCNUR) lançou uma campanha mundial, apoiada por várias celebridades. a ação tem como o mote Uma família, e foi criada para mostrar o impacto dos conflitos nos agregados familiares.
Numa altura em que ocorrem simultâneas emergências humanitárias, que provocam a fuga de milhões de pessoas na Síria, Mali, Sudão do Sul e República Democrática do Congo, a campanha Uma família diz ao público que essas vítimas são mães, pais, filhos e filhas afetadas pelo conflito.

a iniciativa do aCNUR divulga as histórias de vida de refugiados de todo o mundo. através do portal onlinededicado à campanha, os internautas podem visualizar fotografias de deslocados com os objetos que escolheram levar no momento da fuga, e saber quantas pessoas são deslocadas durante o período em que estão a aceder ao site.
Entre as celebridades que apadrinham a causa estão Khaled Hosseini, escritor afegão, Barbara Hendricks, cantora lírica norte-americana e Embaixadora da Boa Vontade Vitalícia do aCNUR, alek Wek, modelo e ex-refugiada do Sudão, Maia Von Lekow, compositor e músico queniano e Osvaldo Laport, ator uruguaio e Embaixador da Boa Vontade do aCNUR.
Olhamos ao nosso redor e vemos muitas famílias ameaças, devastadas e destruídas por guerras e conflitos, perseguições e discriminação. Devemos unir-nos e agir juntos, como uma família, mostrando a nossa solidariedade para com as famílias refugiadas em todo o mundo, destacou Barbara Hendricks, em declarações aos serviços de comunicação do aCNUR.