Novos dados da agência de Educação das Nações Unidas mostram que o número de crianças que abandonaram a escola decaiu um pouco em 2011 em relação ao ano anterior. Uma queda que se traduziu em menos dois milhões de crianças

Novos dados da agência de Educação das Nações Unidas mostram que o número de crianças que abandonaram a escola decaiu um pouco em 2011 em relação ao ano anterior. Uma queda que se traduziu em menos dois milhões de crianças
Cinquenta e sete milhões de crianças estavam fora da escola em 2011, de acordo com a Instituto de de Estatística da UNESCO, uma queda de apenas dois milhões em relação ao ano anterior. a agência também destaca que o desafio de colocar mais crianças na escola está a ser dificultado pelo facto da ajuda à educação básica ter diminuido pela primeira vez em mais de uma década. Estamos num momento crítico, afirmou a diretora-geral da Organização Científica, Educativa e Cultural das Nações Unidas (UNESCO), Irina Bokova, sublinhando que agora não é o momento para os doadores voltarem atrás na ajuda. Cerca de 137 milhões de crianças iniciaram o ensino básico em 2011, por todo o mundo, mas pelo menos 34 milhões devem desistir durante o percurso antes de atingir o último ano de escolaridade mínima – que em muitos países é de apenas quatro anos.