Relator especial sobre a situação dos direitos humanos suspeita que há milhares de prisioneiros palestinos a passar por tratamentos humilhantes nas prisões israelitas. E propõe a criação de uma comissão de inquérito
Relator especial sobre a situação dos direitos humanos suspeita que há milhares de prisioneiros palestinos a passar por tratamentos humilhantes nas prisões israelitas. E propõe a criação de uma comissão de inquérito O relator especial sobre a situação dos direitos humanos nos territórios palestinianos, Richard Falk, pediu ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas que crie uma comissão de inquérito para investigar a situação de milhares de prisioneiros palestinos nas cadeias israelitas. O observador suspeita que perto de cinco mil detidos estão sujeitos a tratamento desumano e humilhante. Segundo Falk, o mandato dos investigadores deve ser abrangente e ter em atenção o histórico de impunidade das autoridades policiais em Israel. O especialista apontou a alegada existência nas prisões de casos de tortura, falta de acesso à assistência jurídica, de saúde e a familiares. Entre as vítimas de maus tratos estarão as muitas crianças que vivem com os pais nos estabelecimentos prisionais.