Missão de observação das Nações Unidas acusa os elementos das milícias de graves violações dos direitos humanos na região do Kivu do Norte. Entre as vítimas dos combates estão vários menores
Missão de observação das Nações Unidas acusa os elementos das milícias de graves violações dos direitos humanos na região do Kivu do Norte. Entre as vítimas dos combates estão vários menores a missão de observação das Nações Unidas na República Democrática do Congo (RDC) detetou vários casos de violação dos direitos humanos na localidade de Pinga, na província do Kivu do Norte, e atribui a autoria dos abusos aos membros das milícias que se movimentam na região. Entre as vítimas dos combates estão várias crianças. Em comunicado, a MONUSCO refere que os rebeldes terão cometido execuções extrajudiciais, violações em massa, saques e sequestros. Os observadores da ONU aguardam o posicionamento final da brigada de intervenção, que está mandatada para efetuar missões ofensivas.