No algarve, o fundo social da Igreja Católica distribuiu cerca de 23 mil euros por desempregados nos primeiros meses deste ano. O apoio serviu para pagar rendas de casa e medicamentos
No algarve, o fundo social da Igreja Católica distribuiu cerca de 23 mil euros por desempregados nos primeiros meses deste ano. O apoio serviu para pagar rendas de casa e medicamentosO Fundo social da diocese do algarve que, desde fevereiro de 2009 tem estado a apoiar as vítimas da crise, dando prioridade às situações de carência mais grave, distribuiu 22. 933 euros nos primeiros meses deste ano. Carlos Oliveira, presidente da Cáritas diocesana do algarve, e membro da equipa de gestão do Fundo social, explicou ao jornal ‘Folha do Domingo’ que a última tranche, no valor de 12. 465 euros, beneficiou 22 pedidos. Os fundos, provenientes da última renúncia quaresmal dos algarvios e de donativos particulares, serviu para ajudar a pagar rendas de casa e medicamentos a famílias afetadas pelos desemprego. O apoio não contempla reincidentes e é decidido por uma equipa que analisa cada caso. Para receber ajuda, o beneficiário deve estar em situação de desemprego. O Fundo social da Igreja algarvia, que está novamente descapitalizado, distribuiu desde 2011 quase 114 mil euros para apoio de 216 casos.