Escalada de violência provocou a morte a pelo menos 12 pessoas. Entre as vítimas estão vários polícias e militares. Os ataques contra as forças de segurança são quase diários
Escalada de violência provocou a morte a pelo menos 12 pessoas. Entre as vítimas estão vários polícias e militares. Os ataques contra as forças de segurança são quase diários a deflagração de um carro-bomba, nos arredores de Mossul, no Iraque, provocou a morte a três polícias, este domingo, 26 de maio. Os agentes revistavam uma casa quando os bombistas fizeram detonar os explosivos, em mais um ataque contra as forças de segurança, numa escalada de violência que não para de aumentar. além dos três polícias, foram contabilizados pelo menos mais nove mortos em vários pontos do país. Segundo vários especialistas, citados pelas agências internacionais, os casos mais graves estão a verificar-se na zona de Mossul e al-anbar, cidades de maioria sunita, onde a comunidade se tem mobilizado contra o governo, que acusam de perseguição. a reação das autoridades estará a contribuir para fazer aumentar a violência, pois os grupos armados alegam ter ainda mais motivos para a agir.