Ministro das Relações Exteriores anunciou a intenção de marcar presença na conferência internacional da paz, agendada para junho, em Genebra, na Suí­ça. a reunião foi proposta pelos russos e norte-americanos
Ministro das Relações Exteriores anunciou a intenção de marcar presença na conferência internacional da paz, agendada para junho, em Genebra, na Suí­ça. a reunião foi proposta pelos russos e norte-americanos acreditamos que esta conferência internacional será uma boa oportunidade para encontrar uma solução política para a crise na Síria, afirmou este domingo, 26 de maio, o ministro sírio das Relações Exteriores, Walid Mouallem, durante uma visita surpresa à capital do Iraque. Depois de um encontro com o primeiro-ministro iraquiano, o representante do regime liderado por Bashar al-assad anunciou a intenção do governo sírio em participar na conferência internacional da paz, que deverá realizar-se em junho, em Genebra, na Suíça. O encontro foi proposto pela Rússia e Estados Unidos da américa, em mais uma tentativa para acabar com o conflito, que dura há mais de dois anos e já provocou a morte a 94 mil pessoas, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). O Iraque, que partilha uma fronteira de 600 quilómetros com a Síria, teme que os confrontos alastrem ao seu território e contribuam para agravar ainda mais as tensões.