ao longo de vários dias, políticos, economistas e professores universitários vão falar com os bispos sobre doutrina social da Igreja, no âmbito das «Jornadas pastorais do episcopado», que vão decorrer em Fátima
ao longo de vários dias, políticos, economistas e professores universitários vão falar com os bispos sobre doutrina social da Igreja, no âmbito das «Jornadas pastorais do episcopado», que vão decorrer em Fátimaas Jornadas pastorais do episcopado vão reunir em Fátima, de 17 a 19 de junho, bispos e vigários gerais das dioceses. O encontro será um momento de estudo, e, ao longo destes dias, vão estar em debate a emergência do Estado moderno e a doutrina social da Igreja e a evolução da sociedade portuguesa no campo da economia nas últimas décadas.
O princípio da subsidiariedade e o valor da liberdade como iluminação das funções do Estado, Doutrina social da Igreja e nova evangelização e a evolução cultural e a evolução da sociedade portuguesa serão outros temas das palestras, informa um comunicado do Secretariado Geral da Conferência Episcopal Portuguesa, enviado à agência Ecclesia. José Policarpo (cardeal português), Mario Toso (arcebispo), Rui Ramos (investigador), Jaime Gama (político), antónio Barreto (cientista), João Salgueiro (economista) e os professores universitários Manuel Braga da Cruz e João Carlos Espada, serão os conferencistas das Jornadas pastorais do episcopado.